Última hora

Última hora

Táxis parados em Itália contra projecto de liberalização do sector

Em leitura:

Táxis parados em Itália contra projecto de liberalização do sector

Tamanho do texto Aa Aa

As greves voltam a paralisar a Itália, depois da companhia aérea Alitália é a vez dos taxistas desligarem motores e deixarem passageiros apeados, pela segunda vez este mês. Em todo o país 30 mil profissionais aderiram à greve para protestar contra o projecto do governo de liberalizar o sector.

A reforma do governo prevê a diminuição das restrições à concessão de novas licenças, permitindo, por exemplo, que companhias aéreas forneçam serviços de táxi. Uma condutora afirma que, “quer que a deixem trabalhar em paz, que os políticos deveriam liberalizar-se a eles próprios”.

Outro afirma que, “está disposto a lutar até às últimas consequências para defender o seu direito a trabalhar”. Roma foi esta tarde o cenário de uma marcha lenta de taxistas, cujos sindicatos afirmam não terem sido ouvidos pelo governo. O ministro do Desenvolvimento Económico, que justifica as medidas como uma forma de diversificar o serviço de táxi, “tornando-o mais inovador e ecológico”, considerou o protesto, “exagerado”.