Última hora

Última hora

Gays: desenhos animados no centro de uma polémica na Polónia

Em leitura:

Gays: desenhos animados no centro de uma polémica na Polónia

Tamanho do texto Aa Aa

O miúdos polacos não vão ser privados dos Teletubbies. As suspeitas de promoção velada da homossexualidade que caíram sobre o programa original britânico foram levantadas pelos psicólogos. É que os desenhos animados preferidos das crianças até aos dois anos de idade foram ameaçados pela censura porque a personagem principal masculina tem como objecto fetiche uma malinha de mão.

A especialista que faz de mediadora dos direitos da criança teria declarado a um jornal que “se há promoção de atitudes desapropriadas é preciso reagir”. Intenção que a própria desmentiu depois da publicação artigo. Afirmou que não foi isso que disse, estava a falar dos Media. “Nunca disse nada do género”.

O assunto suscitou uma imensa polémica, embaraçou o governo, nomeadamente o ministro da Educação, Roman Giertych, que foi muito criticado pela homofobia. Na semana passada, anunciou uma emenda à lei sobre a educação que devia proibir qualquer informação sobre homossexualidade na escola. Havia mesmo intenção de sancionar os professores que tivessem feito a promoção desses valores.

No dia 20 de Maio em Varsóvia, cerca de quatro mil pessoas participaram no Desfile pela Igualdade, uma manifestação tradicional da comunidade homossexual. Estiveram presentes muitas personalidades europeias, nomeadamente 25 eurodeputados, para protestarem contra a discriminação de que são vítimas os homossexuais polacos. Os europeus estão particularmente atentos a este dossiê.

No mês passado, o Parlamento Euroepu votou uma resolução que condena os projectos-lei de inspiração homofóbica, nomeadamente os da Polónia e da Letónica. Desde Maio, o Tribunal Europeu dos direitos do Homem condenou a Polónia por ter proibido as manifestações de homossexuais na Primavera de 2005 em Varsóvia. Metade da população polaca pensa que a homossexualidade é um pecado que devia ser escondido.