Última hora

Última hora

Merkel considera positivo plano de Bush

Em leitura:

Merkel considera positivo plano de Bush

Tamanho do texto Aa Aa

A seis dias da cimeira do G8 na Alemanha, a alteração do clima está no centro da agenda. A chanceler alemã, Angela Merkel considerou positivo o discurso do presidente norte-americano, George W. Bush, que quer iniciar um novo ciclo de negociações internacionais para lutar contra o aquecimento global após 2012.

“Penso que o discurso do presidente Bush é positivo porque mostra que ninguém pode ignorar a questão da alteração climática, basicamente causada pela humanidade. É nesta a frente comum que todos temos de agir. Em Heilingendamm, veremos aspectos mais específicos do seu discurso”, declarou a chanceler alemã.

O presidente norte-americano assumiu pela primeira vez a necessidade de fixar metas para reduzir a emissão de gases poluentes, mas só depois de 2012.

“Até ao final do próximo ano, os Estados Unidos em conjunto com outras nações vão fixar um objectivo global a longo prazo para a redução da emissão de gases com efeito de estufa. Para atingir estes objectivos vamos organizar uma reunião dos países que mais poluem, que incluirá economias em crescimento acelerado como a China e a Índia”, disse o presidente norte-americano.

Washington tenta assim contornar a proposta da presidência alemã do G8, de reduzir as emissões poluentes de vinte a trinta por cento até 2020.

Apesar das críticas dos ambientalistas alemães, o discurso de Bush denota uma mudança de estratégia da Casa Branca. Em 2005, os Estados Unidos não rectificaram o protocolo de Quioto e negaram-se a falar do aquecimento global.