Última hora

Última hora

Rice exprime dúvidas sobre diplomacia espanhola em Cuba

Em leitura:

Rice exprime dúvidas sobre diplomacia espanhola em Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

Estados Unidos e Espanha celebraram hoje em Madrid um novo capítulo de quase entendimento, selado pela visita da secretária de Estado norte-americana Condoleeza Rice. Se a “deserção” espanhola da guerra no Iraque parece agora pertencer ao passado, o debate sobre a transição democrática na ilha de Cuba agitou as águas durante a conferência de imprensa com o seu homólogo espanhol.

“Eu tenho sérias dúvidas sobre a política espanhola de diálogo com um regime que é anti-democrático e que me parece que só poderá organizar uma transição de um regime anti-democrático para um novo regime igualmente antidemocrático, e falámos disso de uma forma aberta. Espanha tem uma visão diferente da forma de organizar uma transição democrática em Cuba”, afirmou Rice.

Resposta de Miguel Angel Moratinos: “A Secretária de Estado expôs de uma forma franca e directa as suas dúvidas, mas eu tenho a certeza que dentro de algum tempo acabará por reconhecer os resultados da aproximação e da tática espanholas”. Washington condena desta forma a visita de Miguel Moratinos a Cuba em Abril, a primeira de um líder europeu depois das sanções impostas por Bruxelas à ilha em 2003.

Os dois países estão no entanto de acordo num ponto, a necessidade de dialogar com a oposição cubana. Discórdias à parte, os dois responsáveis afirmaram-se preocupados com a situação na Venezuela, criticando a pressão do presidente Chavez sobre os meios de comunicação independentes no país.

Sobre a missão no Afeganistão, Madrid voltou a afirmar o seu empenho na missão da NATO enquadrada numa “estratégia global”, não só militar mas também civil.