Última hora

Última hora

Ex-presidente da Air Lib volta à barra dos tribunais

Em leitura:

Ex-presidente da Air Lib volta à barra dos tribunais

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de quatro anos após o anúncio da liquidação judiciária da companhia aérea francesa Air Lib, os principais responsáveis pela falência da então segunda maior companhia aérea francesa voltam à barra dos tribunais.

O principal arguido é o antigo presidente da companhia, Jean-Charles Corbet, que juntamente com mais seis pessoas, compareceu esta manhã num tribunal parisiense.

Os sete arguidos são acusados de pagamentos indevidos que levaram à falência da Air Lib e ao respectivo despedimento de 3.200 trabalhadores.

A gestão de Jean-Charles Corbet, antigo piloto e dirigente do sindicato nacional dos pilotos de linha da Air France, foi extremamente criticada pelo relatório da comissão parlamentar de inquérito criada para estudar o caso. Um membro da comissão chegou mesmo a referir que a “principal motivação” do antigo presidente da Air Lib era o “enriquecimento pessoal”.

Um mês antes de decretada a falência, o governo francês concedeu um empréstimo de 30,5 milhões de euros à companhia, que na altura apresentava dívidas na ordem dos 100 milhões de euros.

O juiz que convocou este novo julgamento acusa Jean-Charles Corbet de ter desviado cinco milhões de euros dos 150 milhões pagos pela já extinta Swissair para a aquisição do grupo francês.

O julgamento deverá terminar no próximo dia 20 de Junho.