Última hora

Última hora

'Roaming': 49 cêntimos de euros por minuto é o preço máximo

Em leitura:

'Roaming': 49 cêntimos de euros por minuto é o preço máximo

Tamanho do texto Aa Aa

As chamadas em ‘roaming’ vão ser mais baratas. Sem surpresa, os ministros dos Vinte e Sete aprovaram a baixa obrigatória das tarifas das chamadas efectuados ou recebidas no telemóvel quando se está no estrangeiro. A questão que agora se coloca é: quando é que essa baixa terá efeito?

O texto tem de ser oficialmente aprovado pelos Estados membros antes de ser publicado, lá para o final do mês. A Comissária Viviane Reding explica que “a data da publicação no jornal oficial será a data da entrada em vigor do regulamento. Os operadores, depois, têm um mês para oferecer a todos os seus clientes a tarifa especial para a Europa, ou podem mesmo oferecer algo melhor, já que esta tarifa é um tecto”, explica a comissária.

Depois, os operadores ainda têm mais um mês para a aplicarem. Pelo que é possível que as novas tarifas só entrem em vigor… quando o Verão tiver acabado.

O tecto que foi aprovado obriga os operadores a cobrarem, no máximo, 49 cêntimos de euro por cada minuto de chamada efectuada a partir do seu telemóvel, no estrangeiro, e 24 cêntimos para as chamadas recebidas. Tarifas que, no segundo ano, devem descer para os 43 e os 19 cêntimos, respectivamente.

Mas a Comissão está já de olhos postos noutro alvo: as chamadas de dados, efectuadas em roaming. Bruxelas já avisou: ou os operadores as baixam voluntariamente, ou a Comissão volta à carga, com regulamentos vinculativos.