Última hora

Última hora

Segurança apertada na recepção a Bush em Roma

Em leitura:

Segurança apertada na recepção a Bush em Roma

Tamanho do texto Aa Aa

Uma recepção acolhedora ao presidente norte-americano é o que não se espera em Roma. Apesar dos esforços da polícia, a visita deste sábado de George W. Bush à sede da comunidade católica de Santo Egídio foi cancelada por motivos de segurança e o encontro com Andrea Riccardi, o líder desta instituição, a pedido da Casa Branca, foi transferido para a embaixada americana.

Estão previstas duas grandes manifestações contra o presidente norte-americano. Uma foi organizada por grupos altermundialistas e a outra, que de certa forma embaraça o primeiro-ministro Romano Prodi, foi convocada pela ala radical da coligação governamental de centro esquerda. Esta manifestação coloca mais uma vez em evidência as divergências no seio do executivo.

Até domingo, Bush tem previstos encontros com Prodi, com o papa Bento XVI e com o seu grande amigo e antigo aliado, o ex-primeiro-ministro italiano, Sílvio Berlusconi.

Depois desta paragem em Itália, o presidente norte-americano viaja até à Albânia e à Bulgária.