Última hora

Última hora

Tribunal militar russo condenou quatro soldados por atrocidades cometidas na Chechénia

Em leitura:

Tribunal militar russo condenou quatro soldados por atrocidades cometidas na Chechénia

Tamanho do texto Aa Aa

Na Rússia terminou uma longa batalha judicial sobre crimes cometidos pelas tropas russas na Chechénia. Um tribunal militar condenou quatro soldados, mas apenas um enfrentou os juízes. Os outros três, condenados à revelia, são alvos de mandados de captura.

Os quatro militares foram condenados a penas de prisão que vão dos nove aos 14 anos.

Trata-se de uma vitória para as organizações de defesa dos direitos humanos e as famílias das vítimas, após vários processos e absolvições.
Koka Tuburova, uma das familiares, afirma estar satisfeita com o veredicto, mesmo se considera que é demasiado leve.

Em Janeiro de 2002, numa operação para capturar um rebelde checheno, os militares alvejaram um veículo com civis. Apercebendo-se do erro, os superiores ordenaram que matassem os sobreviventes. Morreram seis civis.

O processo era visto como um teste sobre a capacidade de Moscovo para punir as atrocidades das suas tropas.

A guerra da Chechénia, que dura desde 1999, já provocou milhares de vítimas e críticas ferozes à acção das forças pró-russas.