Última hora

Última hora

Argentina reivindica soberania das Malvinas nos 25 anos do conflito com o Reino Unido

Em leitura:

Argentina reivindica soberania das Malvinas nos 25 anos do conflito com o Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

A Grã-Bretanha celebrou os 25 anos da vitória na guerra das Malvinas, enquanto a Argentina voltou a reclamar a soberania das ilhas. Em Port Stanley, capital do arquipélago, o Príncipe Eduardo e o ministro das Forças Armadas britânicas participaram ontem nas comemorações militares e civis do fim da invasão argentina em 1982.

Margaret Tatcher, que governava o Reino Unido na época, elogiou as tropas que subjugaram os militares argentinos no conflito pela posse das Malvinas.

O presidente argentino, Nestor Kirchner, respondeu à ex-chefe de governo dizendo que “pode ter ganho uma batalha por pertencer a uma potência poderosa, mas nunca ganhará a razão e a justiça porque as Malvinas são argentinas e, pela paz, voltarão a ser argentinas”.

Nos últimos anos, Buenos Aires tem pressionado Londres através de organismos internacionais, pedindo negociações bilaterais acerca da soberania das ilhas, ocupadas pelos britânicos desde 1833. O Reino Unido sempre recusou o diálogo.

A Argentina invadiu as Malvinas a 2 de Abril de 1982. A 14 de Junho, as suas tropas renderam-se aos militares britânicos. A maior batalha aeronaval desde a Segunda Guerra Mundial saldou-se na morte de 649 soldados argentinos e 255 do Reino Unido.