Última hora

Última hora

Seul exige que Pyongyang aplique acordo sobre o nuclear depois de recebido dinheiro retido em Macau

Em leitura:

Seul exige que Pyongyang aplique acordo sobre o nuclear depois de recebido dinheiro retido em Macau

Tamanho do texto Aa Aa

Com o anúncio da transferência do dinheiro retido em Macau, a Coreia do Norte já não tem razões para não fechar, como prometido, a central nuclear de Yongbyon. É a posição do enviado sul-coreano para os assuntos nucleares, Chun Yung-woo, depois de Macau ter anunciado a transferência de parte dos 25 mil milhões de dólares, bloqueados a pedido de Washington.

Chun Yung-woo afirma: “A futura tarefa de desnuclearização será mais difícil do que a questão bancária. A transferência do dinheiro levantou um primeiro obstáculo para a aplicação do acordo de 13 de Fevereiro. Agora deve-se aplicar o acordo. Vamos esperar para ver quanto tempo leva a Coreia do Norte a confirmar”.

O regime comunista fazia da transferência uma condição indispensável para a aplicação do acordo obtido nas negociações a seis. Os 25 mil milhões de dólares estavam retidos num banco macaense há dois anos, a pedido de Washington, que acusava Pyongyang de branqueamento de capitais.

A transferência levou meses a realizar e a Coreia do Norte recusou respeitar a data de 14 de Abril para aplicar a sua parte do acordo. Agora falta que o regime de Kim Yong-il confirme a transferência e diga se e quando pretende encerrar o principal complexo do seu programa nuclear.