Última hora

Última hora

Hamas diz que não quer a divisão da Palestina

Em leitura:

Hamas diz que não quer a divisão da Palestina

Tamanho do texto Aa Aa

As forças do Hamas patrulham a Faixa de Gaza e procuram consolidar posições e organizar o território O primeiro-ministro palestiniano, Ismail Haniyeh, afirma que o Hamas não tenciona declarar um Estado na Faixa de Gaza e tentou ainda tranquilizar a comunidade internacional, declarando que os estrangeiros e as organizações internacionais vão beneficiar de toda a segurança.

Haniyeh imputou aos apoiantes da Fatah a última escalada de violência iniciada a 07 de Junho, acusando-os de cometer crimes e matar civis devido à sua preferência política. O exilado do Hamas, Kalede Mashal, declarou que deve ser o resolvido o problema da divisão da Palestina.

Um porta-voz do grupo radical considerou entretanto a nomeação de um novo primeiro ministro para formar um governo de emergência como “contrária a todas as leis palestinianas” e um “golpe de Estado contra a legalidade”. Entretanto, a maioria dos países árabes mantém um silencio quase absoluto sobre os confrontos dos territórios palestinianos. De acordo com os observadores, o sentimento mais generalizado é a surpresa face à rapidez com que o Hamas se apoderou do controlo da faixa de Gaza e acabou com a resistência da Fatah. Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe reúniram-se até tarde, esta noite, no Cairo e condenaram a situação ao considerando “inaceitável”.