Última hora

Última hora

A Jordânia e o Egipto saudaram a nomeação do Governo de emergência palestiniano liderado por Salam Fayyad

Em leitura:

A Jordânia e o Egipto saudaram a nomeação do Governo de emergência palestiniano liderado por Salam Fayyad

Tamanho do texto Aa Aa

Membros oficiais dos Governos dos dois países desejaram boa sorte ao executivo designado por Mahmoud Abbas e encarregue de aplicar o Estado de emergência decretado pelo presidente da Autoridade palestiniana. Abbas nomeou este domingo na Cisjordânia 13 ministros em substituição do antigo gabinete liderado pelos islamistas.

Entretanto, milhão e meio de habitantes da Faixa de Gaza enfrentam condições cada vez mais duras e um maior isolamento. Israel decidiu cortar o fornecimento de combustível e os fornecedores locais dizem que as reservas do enclave deverão durar apenas mais dois dias.

Tanto Israel como grande parte dos Estados ocidentais, incluindo os Estados Unidos, já expressaram o seu apoio ao novo Governo palestiniano. O Estado hebraico pretende isolar completamente a Faixa de Gaza para evitar que a influência do Hamas se estenda à Cisjordânia. Por seu lado os islamitas reunem os apoios habituais vindos do Irão.