Última hora

Última hora

Tony Blair garante não ceder

Em leitura:

Tony Blair garante não ceder

Tamanho do texto Aa Aa

Os Chefes de Estado e de Governo da União preparam-se para um braço de ferro na definição das linhas do futuro tratado.

Mas o esforço político-diplomático, desta cimeira Europeia continua ameaçado pela intransigência da Polónia e do Reino Unido.

Em Bruxelas, Tony Bair, que participa enquanto primeiro-ministro na última cimeira europeia falou da necessidade de encontrar uma solução, mas garantiu não estar disposto a ceder em quatro pontos que considera fundamentais.

A falta de consenso promete ser, aliás, o principal obstáculo ao sucesso do encontro. O Reino Unido que quer manter a unanimidade em áreas como a justiça, administração interna, imigração e relações externas. Londres rejeita, ainda, que a Carta dos Direitos Fundamentais passe a ser vinculativa.

Angela Merkel terá, também, que enfrentar a oposição da Polónia que ameaça vetar o processo caso se mantenha o mecanismo de dupla maioria.

Esta terça feira, o Presidente da Comissão Europeia afirmou que a Europa não será credível se passar todo o tempo a discutir as instituições.