Última hora

Última hora

Apoio popular à NATO em risco

Em leitura:

Apoio popular à NATO em risco

Tamanho do texto Aa Aa

A morte de civis no Afeganistão pode retirar o apoio da população às tropas da NATO.
Esta sexta-feira surgiram notícias de que um bombardeamento da aviação americana terá feito duas dezenas de mortos civis, entre os quais mulheres e crianças de tenra idade. As informações foram veículadas pela polícia local que também dá conta da morte de 20 combatentes talibãs.

A ocorrência teve lugar na província de Helmand no sul do país. De acordo com um porta-voz da NATO, uma coluna militar foi atacada e os soldados pediram apoio aéreo. O major John Thomas afirma que “as primeiras indicações referem a morte de 30 insurgentes” e que lamenta a eventual morte ou ferimento de civis. Uma informação que estão a tentar verificar já que não existem dados concretos.

A aviação bombardeou o local onde os rebeldes prepararam a emboscada. A NATO acusa os talibãs de se escudarem em zonas residênciais. De acordo com as ONGs no país, as forças internacionais e afegãs são responsáveis pela morte de mais de 230 civis desde o início do ano. Um número que iguala o total de vítimas entre a população em 2006.