Última hora

Última hora

Descoberta de carro com explosivos reforça receios espanhóis e interrogações portuguesas sobre a ETA

Em leitura:

Descoberta de carro com explosivos reforça receios espanhóis e interrogações portuguesas sobre a ETA

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades espanholas e portuguesas procuram os ocupantes do veículo encontrado no Sul de Espanha com explosivos. No Ford Focus, alugado em Portugal, estavam 130 quilos de explosivos, detonadores, temporizadores e um manual de fabrico de bombas em língua basca. É esta pista que conduz as autoridades até à ETA.

O veículo foi abandonado na auto-estrada perto de Huelva, a dois quilómetros da fronteira com Portugal, para escapar a um controlo policial. Os ocupantes terão então fugido de mota ou de carro, segundo as diferentes testemunhas.

Joan Mesquida, chefe da polícia espanhola, afirma que não descartam nenhuma hipótese, que poderia tratar-se de um comando itinerante ou de uma entrega. A única coisa certa é que o carro não estava pronto a explodir. Esta é a primeira descoberta de explosivos depois de, no início do mês, a ETA ter posto fim a 14 meses de cessar-fogo.

Madrid teme um ataque a qualquer momento, sobretudo, contra o sector do turismo, e Portugal interroga-se agora sobre a existência de um comando etarra em território nacional.