Última hora

Última hora

Ministro da Defesa libanês declara o fim da guerra

Em leitura:

Ministro da Defesa libanês declara o fim da guerra

Tamanho do texto Aa Aa

O exército libanês confirmou a sua vitória sobre o movimento Fatah al-Islam, que estava baseado no campo de refugiados palestiniano de Nahr al-Bared. Segundo o ministro da Defesa, Elias El-Murr, os conflitos chegaram ao fim, depois de uma guerra que durou 33 dias e que matou mais de 170 pessoas.

“O exército libanês destruiu todas as posições do grupo do Fatah El-Islam. As forças militares conseguiram parar os terroristas”, disse a um canal de televisão libanês

Elias El-Murr sugeriu, no entanto, que os conflitos possam ressurgir, já que o exército vai continuar a perseguir os restantes militantes do movimento Fatah al-Islam. Em Beirute, os jornais não falam senão do fim da guerra e da vitória do exército do país. Nas ruas, as populações só querem voltar às suas vidas normais.

“A Fatah-el-Islam ou qualquer outro grupo extremista que queira destruir o país, não o vai conseguir fazer. A vitória do exercito libanês não foi apenas em Nahr al-Bared, mas sim por todo o Líbano”, declara um habitante de Beirute.

“O que aconteceu foi muito bom porque assim as pessoas podem voltar ao trabalho. Não houve trabalho estes dias, mas se houver um cesar-fogo as pessoas podem voltar às suas vidas. Só quero que tudo volte ao normal, para que possamos todos trabalhar”, diz um outro cidadão libanês.

A batalha de Nahr Al-Bared foi o pior conflito interno do Líbano desde a guerra civil de 1975-90. A guerra começou no passado dia 20 de Maio, num campo de refugiados que alojava mais de 30 mil pessoas.