Última hora

Última hora

Centenas de polícias mexicanos destituídos por ligações a traficantes de droga

Em leitura:

Centenas de polícias mexicanos destituídos por ligações a traficantes de droga

Tamanho do texto Aa Aa

Uma mega-operação anti-corrupção nos meios policiais do México conduziu ontem à destituição de mais de 230 funcionários. Segundo as autoridades, os indivíduos, entre os quais se encontram 34 responsáveis federais de 32 estados, manteriam ligações às poderosas redes de tráfico de droga do país.

A “purga”, inédita até hoje no país, foi saudada pelo ministro da segurança pública Genaro Garcia Luna: “Neste momento estamos a substituir os responsáveis da polícia federal e dos serviços de informação em diferentes estados. No dia 7 de Março o presidente ordenou a aplicação de controlos estritos de confiança à polícia federal, baseados na ética, disciplina e qualidade no que se refere ao respeito da honestidade, transparência e eficiência”.

Segundo a imprensa mexicana, os subornos pagos a cada polícia ascenderiam a cerca de 270 euros mensais. A operação marca uma nova etapa na luta contra as redes de tráfico de droga, uma das promessas de campanha do presidente Felipe Calderon, eleito em Dezembro.

Apesar dos objectivos, desde Janeiro que mais 1300 pessoas foram assassinadas na sequência das lutas entre gangs rivais. Os agentes removidos deverão ser submetidos a “exames de confiança”, para determinar a sua permanência na polícia federal.

Os novos responsáveis da polícia, tiveram que passar exames diversos, entre os quais testes de drogas e detector de mentiras.