Última hora

Última hora

Quarteto discute processo de paz israelo-palestiniano

Em leitura:

Quarteto discute processo de paz israelo-palestiniano

Tamanho do texto Aa Aa

O Quarteto está reunido esta manhã no consulado norte-americano de Jerusalém para discutir o relançamento do processo de paz israelo-palestiniano depois da cimeira de ontem em Charm el-Cheikh, no Egipto. Dizem os rumores que Tony Blair deverá ser nomeado por União Europeia, Rússia, Nações Unidas e Estados Unidos emissário do Quarteto para o Médio Oriente.

Blair, cujo mandato de primeiro-ministro britânico termina esta quarta-feira, confirmou estes mesmos rumores, em Downing Street, e disse estar pronto para ajudar na obtenção de uma solução para o conflito israelo-palestiniano.

No domingo, Charm el-Cheikh foi o placo escolhido para mais uma importante reunião entre os dirigentes israelita e palestiniano, mas também jordano e egípcio. O primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, anunciou a libertação em breve de 250 prisioneiros da Fatah, o movimento do Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas.

Abbas por seu turno pediu a libertação de Marwan Barghouti. Com a ajuda do ex-secretário-geral da Fatah, o movimento poderá ganhar popularidade junto dos palestinianos, o que reduziria as possibilidades de uma vitória do Hamas nas próximas eleições.

A cimeira, em que participaram ainda o rei Abdullah II, da Jordânia, e o presidente egípcio Hosni Mubarak, na qualidade de anfitrião, visou reforçar o líder palestiniano face ao movimento radical islâmico.