Última hora

Última hora

Guerra no Iraque mancha currículo de Blair à hora da despedida

Em leitura:

Guerra no Iraque mancha currículo de Blair à hora da despedida

Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido assiste hoje ao fim de dez anos de governo Blair. O primeiro-ministro vai apresentar esta manhã a sua demissão à rainha, abandonando também o lugar de deputado que ocupa há 24 anos no parlamento. Um corte com a política britânica que não o afasta no entanto da cena internacional. Segundo alguns media, nos próximos dias, Blair poderá ser nomeado enviado especial do quarteto internacional para a paz no Médio Oriente.

A candidatura tem o apoio de Washington, mas na reunião do organismo, ontem em Jerusalém, tanto a Rússia como a União Europeia não ultrapassaram as reservas quanto à escolha de Blair. A sua aliança com os Estados Unidos para apoiar a guerra no Iraque, cuja impopularidade motivou o seu afastamento da política, poderá dificultar agora também a sua nomeação para responsável pelas negociações israelo-palestinianas.

As tentativas fracassadas do primeiro-ministro para relançar o roteiro para a paz, no ano passado, também não abonam em seu favor. Entretanto em Londres, recuperar a credibilidade perdida por Blair é agora a tarefa do seu sucessor, Gordon Brown, que às 13h30 locais vai ser incumbido pela rainha de formar governo.

Brown apresenta amanhã o novo executivo, sempre sob o signo da renovação.