Última hora

Última hora

Desemprego na Alemanha atinge mínimo de 12 anos

Em leitura:

Desemprego na Alemanha atinge mínimo de 12 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Há 12 anos que a Alemanha não tinha uma taxa de desemprego tão baixa.

Em Junho, foram registadas menos 9,1 por cento de pessoas sem trabalho, ou que representa desempregados a menos.

Um queda que se regista pelo décimo quinto mês consecutivo e que reflecte a retoma sustentada da economia alemã, a primeira da zona euro, como explica o responsável máximo pela agência alemã do Trabalho.

Frank-Jürgen Weise afirma que os números do emprego na Alemanha “são melhores do que a média europeia. A evolução positiva da economia e do emprego estão a ter um impacto nos países vizinhos.”

Só no primeiro semestre deste ano, o número de desempregados na Alemanha passou de 4,2 milhões para 3,7 milhões, ou seja menos 500 mil desempregados em seis meses.

Os bons desempenhos da economia alemã estão a fazer com que pela primeira vez se registe um fenómeno de penúria de técnicos qualificados.

Raimund Becker, da agência alemã do Trabalho, explica que “é preciso mudar as práticas de recrutamento. As empresas têm que empregar pessoas mais velhas e mais mulheres”, o que significa “uma melhor organização do tempo para tornar compatível o trabalho e tomar conta das crianças.”

A conjuntura favorável que está a atravessar a economia alemã, a melhor desde 2000, está a incentivar as empresas a investir mais e, consequentemente, a contratar mais mão-de-obra.