Última hora

Última hora

PM polaco recua na intenção de reabrir debate sobre tratado europeu

Em leitura:

PM polaco recua na intenção de reabrir debate sobre tratado europeu

Tamanho do texto Aa Aa

A poucos dias de assumir a presidência da União Europeia, Portugal recebeu já uma verdadeira “batata quente” da Polónia dos irmãos Kaczynski.

Esta manhã, o primeiro-ministro polaco pôs em causa o acordo alcançado na última cimeira dos Vinte e Sete e subscrito pelo irmão gémeo e presidente polaco. Jaroslaw Kaczynski mostrou a intenção de renegociar nomeadamente o sistema de voto por dupla maioria no Conselho Europeu.

Mais tarde voltou atrás e explicou que não pretende reabrir o debate mas apenas a clarificação de alguns pontos do acordo.

Portugal assume a presidência rotativa da União Europeia no domingo e vai liderar as negociações para a conclusão do futuro Tratado Reformador dos Vinte e Sete, a aprovar na cimeira informal de Outubro em Lisboa.

O primeiro-ministro português, José Sócrates, classificou a posição polaca de “mal entendido”: “Todos os presentes no Conselho Europeu sabem o que ficou acordado. Acho que o mandato, na questão institucional, é muito claro e preciso relativamente ao que temos de fazer. Tenho a certeza de que se trata apenas de um equívoco e de um mal entendido que certamente se esclarecerá muito rapidamente.”

O presidente do Parlamento Europeu Hans Gert Pottering – que esteve reunido com Sócrates em Lisboa – considerou contraditórias as declarações do primeiro-ministro polaco.