Última hora

Última hora

"Passar do mandato ao tratado" é a prioridade da presidência portuguesa da União

Em leitura:

"Passar do mandato ao tratado" é a prioridade da presidência portuguesa da União

Tamanho do texto Aa Aa

Está oficialmente aberta, a presidência portuguesa da União. No edifício da antiga Alfândega do Porto, o governo português recebeu o executivo comunitário.

Passar do mandato ao tratado é a grande prioridade da presidência portuguesa da União Europeia. José Sócrates foi claro: o importante é avançar rapidamente com a Conferência Intergovernamental e nem o primeiro-ministro português nem o presidente da Comissão Europeia querem ouvir falar em rediscutir o futuro Tratado Reformador da União.

“O nosso desejo é, naturalmente, fechar essa matéria o mais cedo possível. Acho que é isso que a Europa espera de nós: que façamos o trabalho rápido. E devemos fazê-lo rápido também para aproveitar a dinâmica do último acordo, no último conselho europeu”, afirmou Sócrates. Um acordo sobre o qual Barroso vê marcha-atrás possível: “Então, os chefes de Estado e de governo reúnem-se e, alguns dias depois ou algumas semanas depois, põem em causa aquilo que unanimemente decidiram? É impensável! Portanto, sinceramente, eu não acredito que alguém sequer ponha a hipótese de reabrir aquilo que foi acordado.”

O governo português já arregaçou as mangas e começou a trabalhar e a discutir os dossiês com a Comissão Europeia. A presidência portuguesa quer também relançar o diálogo com o Brasil e a África, desenvolver um plano tecnológico energético e lançar a nova fase da Agenda de Lisboa.