Última hora

Última hora

Lewis Libby salvo da prisão por George Bush

Em leitura:

Lewis Libby salvo da prisão por George Bush

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo braço-direito do vice-presidente norte-americano não vai cumprir a pena de dois anos e meio de prisão a que foi condenado em Junho. O presidente George Bush concedeu hoje um perdão de pena parcial a Lewis Libby, horas depois de um tribunal federal ter recusado qualquer recurso da sentença. Para a Casa Branca trata-se de uma pena excessiva contra uma figura apontada como um leal servidor do estado.

Libby vai ter no entanto que pagar a multa de 250 mil dólares a que tinha sido condenado pelos crimes de perjúrio, obstrução à justiça e falso testemunho. O antigo chefe de gabinete de Dick Cheney tinha mentido aos investigadores do FBI ao negar ter estado na origem da fuga de informação relativa à identidade da agente da CIA Valery Plame.

O caso datado de 2003, tinha sido visto como um ataque indirecto ao marido de Plame, um diplomata que punha em causa o argumento de que o Iraque detinha armas de destruição em massa. O processo judicial tinha poupado o superior hierárquico de Libby, Dick Cheney, um dos principais obreiros da ofensiva militar no Iraque.