Última hora

Última hora

Dezasseis mortos em confrontos

Em leitura:

Dezasseis mortos em confrontos

Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos entre o exército paquistanês e estudantes islâmicos radicais provocaram mais um morto esta madrugada em Islamabad, perturbando o recolher obrigatório imposto ontem em torno da mesquita de Lal Masjid. Cerca de 1500 militares têm ordem para disparar sobre qualquer pessoa que se movimente nos arredores do templo, onde se encontram centenas de estudantes armados com Kalashnikovs.

Os confrontos que eclodiram ontem ao início da tarde provocaram ate agora 16 mortos e mais de 140 feridos. Na origem da violência, a repressão policial sobre uma manifestação de mulheres que levou um grupo de centena e meia de estudantes a raptar quatro polícias e a subtraír-lhes as armas.

Desde segunda-feira que as autoridades tinham mandado evacuar a zona, temendo a repetição dos protestos que duram desde Janeiro, para defender a guerra santa ou a imposição da lei islâmica no país. Ao fim do dia um grupo de estudantes tinha incendiado e vandalizado o ministério do Ambiente em Islamabad. Uma manobra justificada como uma retaliação ao ataque da polícia, e como uma forma de mostrar o poder do grupo que congrega cerca de 5 mil militantes.