Última hora

Última hora

Vídeo "erótico" responsável por milhares de visitas ao canal da UE no YouTube

Em leitura:

Vídeo "erótico" responsável por milhares de visitas ao canal da UE no YouTube

Tamanho do texto Aa Aa

Um vídeo alvo de polémica, mas que é também o principal responsável pelas centenas de milhares de visitas registadas na primeira semana de vida do canal da União Europeia no “site” YouTube. Os 44 segundos de cenas eróticas retiradas de filmes europeus pretendem promover o cinema dos Vinte e Sete, mas há quem os acuse de pornográficos.

Um eurodeputado da conservadora Liga das Famílias Polacas afirma que se trata de “promoção do sexo nos filmes, não apenas (o que considera) sexo normal e natural, mas também do modo de vida homossexual”. Algo que segundo o representante europeu “não devia ser promovido”.

O objectivo do vídeo é divulgar um fundo europeu para a distribuição de filmes provenientes dos Estados-membros. Um internauta diz que “normalmente, a União Europeia faz coisas aborrecidas, mais convencionais, que apenas alcançam uma determinada classe de pessoas. E agora tornou-se bastante evidente que ‘clips’ como este, embora possam parecer por vezes chocantes, conseguem fazer passar a mensagem”.

O porta-voz da Comissão Europeia, Martin Selmayr, diz que são imagens retiradas “de filmes que podem ser vistos nas televisões e cinemas de todos os países europeus. E isso é que diferencia talvez a Europa dos Estados Unidos, a possibilidade do recurso ao erotismo no cinema, uma parte integral da maioria dos filmes europeus de sucesso”.