Última hora

Última hora

Dubai entra no capital da EADS

Em leitura:

Dubai entra no capital da EADS

Tamanho do texto Aa Aa

A Emirates vai ter mais facilidade em comprar aviões da Airbus, depois da entrada do governo do Dubai no capital da EADS.

Um fundo de investimento do emirado comprou uma fatia de 3,1% no consórcio que detém a construtora aeronáutica Airbus. O governo do Dubai, que controla este fundo, acredita na recuperação da Airbus e apoia o plano de reestruturação da empresa.

A estrutura accionista da EADS está cada vez mais repartida, mas são os franceses e alemães que continuam a ter a parte de leão, com 22,5% cada. Com 41,5% do capital disperso, há fatias minoritárias nas mãos de espanhóis, russos e agora também do Dubai.

A transportadora Emirates, também detida pelo governo do emirado, é a maior cliente do super-jumbo A380.

Aquele que é o maior avião comercial do mundo está a sofrer com a crise gerada pelos atrasos no programa de entregas. A concorrência da Boeing com um avião de médio porte, o 787, está também a afectar as vendas da Airbus. A resposta da construtora europeia, o A350, está atrasada em relação ao rival norte-americano.

É também no A350 que o Dubai pode vir a dar uma ajuda à Airbus. A Emirates vai decidir, em Outubro, qual a construtora eleita para um contrato de 15 mil milhões de euros.