Última hora

Última hora

UBS faz mudança na cúpula

Em leitura:

UBS faz mudança na cúpula

Tamanho do texto Aa Aa

O UBS, maior banco da Suíça, demitiu o director-geral, Peter Wuffli, depois de quatro anos a comandar os destinos do grupo.

Os maus resultados do UBS levaram a esta decisão. Wuffli foi substituido plo até agora vice-director geral, Marcel Rohner.

Wuffli chegou a ser falado como candidato à presidência do Conselho de Administração, mas essa nomeação acabou por não acontecer. Marcel Ospel, actual homem-forte, continua na presidência por mais três anos.

Os críticos acusam Wuffli de ser o responsável plas recentes quedas nos lucros. Durante três trimestres consecutivos, os resultados do UBS estiveram em queda. Os últimos três meses de 2006 foram os piores, com o lucro a caír 48% em relação ao mesmo período do ano passado.

Marcel Ospel falou com a imprensa, mas não deu qualquer explicação oficial para a partida de Wuffli. Também não foi revelado o valor da indemnização que o ex-dirigente vai receber.

Marcel Rohner tem agora como missão melhorar os números. O novo director-geral esteve, nos últimos anos, a chefiar a divisão para a gestão de fortunas. Este é o negócio que mais tem dado dinheiro ao UBS e é também neste sector que o banco é número um do mundo.

A gestão da filial Dillon Read, um fundo especulativo, acabou por se revelar desastrosa, com vários maus investimentos, o que obrigou ao encerramento desta filial, há dois meses, um grande golpe para Wuffli.

O UBS sofreu também com a partida dos principais responsáveis pela divisão de banca de investimento.