Última hora

Última hora

Banho de sangue no Iraque

Em leitura:

Banho de sangue no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Na aldeia de Tuz Kurmato, na região de Amaril, Iraque, um camião armadilhado atingiu uma multidão que acabara de assistir a um funeral, contribuindo para um dos dias mais sagrentos registados no país.

Os números não deixam dúvidas – 150 mortos e 120 feridos graves..

Na fronteira com o Irão, outro carro armadilhado matou 22 chiitas e uma família de sete sunistas foi chacinada por um ataque à bomba na sua própria casa.

As entradas dos hospitais estiveram todo o dia cheias de gente que esperava por um cuidado, que tardava em chegar.

Já hoje, novo atentado, contra um contingente de recrutas do exército iraquinao. Morreram 23 militares e 27 ficaram feridos com gravidade.

Foi numa estrada a sul de Bagadad. O método foi o de sempre – um suicida com um carro bomba.

O comando das forças americanas confimou a morte de seis soldados norte-americanas, nos dois últimos dias. O estado-maior britânico confirmou igualmente a morte de um soldado inglês.