Última hora

Última hora

A ponte Carlos tem seis séculos e meio

Em leitura:

A ponte Carlos tem seis séculos e meio

Tamanho do texto Aa Aa

Este 9 de Julho, precisamente às 5 e 31 da manhã, os sinos tocaram a rebate em Praga para celebrar os 650 anos da ponte Carlos, o monumento mais visitado da capital checa.

Uma precisão que tem a ver com a lenda em torno da construção da obra de arte. O imperador Carlos IV, um apaixonado da numerologia, seguiu o conselho dos seus astrólogos e lançou os trabalhos neste dia, a esta hora precisa, em 1357. Isto porque a sequência de números formada pelo dia e o ano ao contrário foi considerada a mais favorável. Assim temos 9, 7, 5, 3, 1. Ou seja: o dia 9 do 7º mês do ano, às 5 e 31 da manhã.

Com os seus 516 metros de comprimento por 9 metros e 40 de largura, a Ponte Carlos foi desenhada pelo arquitecto Petr Parler que faleceu antes dos trabalhos estarem terminados.

Até 1840 foi a única ligação entre as duas margens do Vltava. Obra prima do gótico, alguns dos seus 16 arcos não resisitram às grandes cheias de 1784 e de 1890. Várias vezes recuperada, a ponte Carlos sofre hoje de infiltrações depois de uma renovação mal feita nos anos 70 que não conseguiu manter o engenhoso sistema de drenagem criado na Idade Média pelo seu arquitecto.

Em 1965 passou a ser exclusivamente uma ponte pedonal e hoje em dia é passagem obrigatória para 4 milhões dos turistas que visitam Praga. Mas os habitantes da cidade, também a apreciam: “Nascemos os dois em Praga,a ponte tem um enorme significado histórico e todos a adoramos”

A ponte Carlos e as suas 31 esculturas vão ser em breve alvo de uma nova restauração, mas continuará a existir uma passagem para poder ser visitada tal como os outros monumentos emblemáticos de Praga, o castelo e o relógio astronómico.