Última hora

Última hora

Comissário para a Energia apoia gasoduto do Saara

Em leitura:

Comissário para a Energia apoia gasoduto do Saara

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia pode vir a ter África como um dos principais fornecedores de gás. A empresa argelina Sonatrach promoveu, esta segunda-feira, uma conferência para apresentar à Europa o projecto de gasoduto que vai levar o gás da Nigéria, através do território argelino, até ao continente europeu.

O comissário para a Energia, Andris Piebalgs, mostrou-se entusiasmado com este projecto: “A diversificação de fornecedores e rotas é um aspecto-chave na estratégia europeia de segurança energética. Ao mesmo tempo, quero realçar que estou convencido de que o gasoduto transsaariano pode ser uma rota e uma fonte promissora para a União Europeia”.

O projecto da Sonatrach prevê a construção de um gasoduto de 4300 quilómetros e uma capaciade de 30 mil milhões de metros cúbicos, com origem no delta do Níger e que atravessa a Argélia. Depois, estão previstas duas rotas, uma que segue para a Península Ibérica e outra para Itália, que vêm aumentar a capacidade de transporte, uma vez que existem já gasodutos que fazem estes trajectos.

Este projecto, que por enquanto está apenas no papel, deve estar concluído em 2015. A segurança do fornecimento é uma das maiores preocupações da Comissão Europeia, no que toca à energia. Actualmente, a Rússia é a principal fornecedora do gás consumido nos Vinte e Sete.

Embora este gasoduto seja visto por Bruxelas como uma alternativa interessante, os problemas na Nigéria não deixam de causar alguma preocupação.