Última hora

Última hora

Patrões dos caminhos de ferro alemães chegam a acordo salarial com os trabalhadores, mas greve de maquinistas continua

Em leitura:

Patrões dos caminhos de ferro alemães chegam a acordo salarial com os trabalhadores, mas greve de maquinistas continua

Tamanho do texto Aa Aa

As greves nos caminhos-de-ferro alemães podem ter terminado, ou talvez não. Depois de uma semana de paralisação, patrões e trabalhadores anunciaram um acordo sobre os aumentos salariais. No entanto há um sindicato que não assinou qualquer compromisso – o dos maquinistas.

O responsável pela companhia desvaloriza a questão e lembra que estas negociações já se arrastam há oito anos e todos têm estado a trabalhar em conjunto no sentido da reestruturação da Deutsche Bahn.

Os funcionários dos caminhos-de-ferro alemães deverão a partir de Janeiro do próximo ano ter direito a um aumento salarial de 4,5% sobre 19 meses e receber ainda um prémio de 600 euros. No total, os trabalhadores devem ganhar mais 1600 euros em 19 meses.

Mas as perturbações na circulação devem continuar. Os maquinistas querem um aumento salarial de 31%, longe dos 4,5 acordados entre patrões e os outros sindicatos. Há já um greve marcada para amanhã.