Última hora

Última hora

Greves prosseguem nos caminhos de ferro alemães

Em leitura:

Greves prosseguem nos caminhos de ferro alemães

Tamanho do texto Aa Aa

O tráfego ferroviário alemão registava esta manhã novas perturbações nas regiões da Renânia e da Westfalia do norte. O GDL, principal sindicato de maquinistas alemães manteve a convocação de greve para hoje entre as 8 e as 11 da manhã, apesar da decisão tomada posteriormente pelos tribunais de proibir qualquer paralisação.

Ontem, ao final de um mês de braço-de-ferro com a direcção da companhia Deutsche Bahn, os sindicatos Transnet e GDBA tinham chegado a um acordo para um aumento salarial de 4,5% nos próximos 19 meses. O GDL por seu lado, que reclama 32 mil aderentes, entre os 134 mil assalariados da companhia, continua em greve para reclamar um aumento de 31% e a revalorização da carreira dos maquinistas.

Uma reivindicação considerada ilegítima e desmesurada pela direcção da Deustche Bahn. Na semana passada as greves convocadas pelos sindicatos tinham paralisado grande parte do tráfego ferroviário do país.