Última hora

Em leitura:

Comissão Europeia vai compensar Schneider Electric por prejuízos


empresas

Comissão Europeia vai compensar Schneider Electric por prejuízos

Pela primeira vez, a Comissão Europeia foi condenada pagar uma indemnização a uma empresa prejudicada por medidas do executivo. Bruxelas vai ter que pagar uma parte, ainda não especificada, dos 1,6 mil milhões de euros pedidos pela empresa francesa de equipamento eléctrico Schneider Electric, isto por ter abortado em 2001 a fusão com a rival Legrand.

Segundo o juíz do Tribunal Europeu de Justiça que julgou o processo, a Comissão Europeia vai pagar dois terços do total da soma em que a Schneider Electric foi lesada, uma quantia que corresponde ao montante que foi descontado no preço da revenda, feita a 10 de Dezembro de 2002. A fusão teria dado origem a um novo líder europeu da electrónica e dos automatismos industriais. Bruxelas obrigou a Schneider a vender a Legrand um ano mais tarde a um fundo de investimento francês, o que segundo a Schneider causou um prejuízo de 1,6 mil milhões de euros.

A distribuição de electricidade é o principal sector de negócios da Schneider Electric. Representa 63% da facturação. Os automatismos representam a segunda maior fatia, 32%, e finalmente os sistemas de segurança energética representam 5%do total da facturação do grupo. O veredicto do Tribunal Europeu de Justiça pode abrir caminho a centenas de outros casos de empresas, que se consideram lesadas pelas decisões da Comissão.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Strauss-Kahn tem um pé no FMI