Última hora

Última hora

UE considera reconhecer independência do Kosovo

Em leitura:

UE considera reconhecer independência do Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia considera reconhecer a independência do Kosovo se o próximo projecto de resolução da ONU não der frutos. Para já a Bruxelas está empenhada nas negociações no seio do conselho de segurança, onde a Rússia, com direito de veto, e apoiada por países como a China, África do Sul e a Indonésia, rejeita a ideia da independência.

Ao lado do presidente e do primeiro-ministro do Kosovo, Javier Solana reafirmou que privilegia a ONU mas sublinhou que a questão não se pode arrastar indefinidamente. O primeiro-ministro kosovar, Agim Ceku, anunciou estar disposto a declarar unilateralmente a independência do Kosovo.

O Kosovo é uma província sérvia, considerada o berço da nação, mas 90 por cento de população é de etnia albanesa. A União Europeia e os Estados Unidos trabalham actualmente num projecto de resolução que obrigue sérvios e albanokosovares a encontrarem uma solução dentro de 120 dias, colocando de lado a independência automática. Na semana passada a guerrilha albanokosovar, o UCK, anunciou estar disposta regressar à luta armada.