Última hora

Última hora

UE lamenta decisão judicial líbia

Em leitura:

UE lamenta decisão judicial líbia

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia lamentou a decisão judicial líbia de condenar à morte às enfermeiras búlgaras e o médico palestiniano mas ainda não baixou os braços em conseguir a anulação da sentença, quando o Alto Conselho Judicial líbio se reunir. “Numa altura em que necessitamos estreitar a nossa cooperação num nível europeu com a líbia, em muitas áreas, incluindo claro, e eventualmente em primeiro lugar a migração e a polícia marítima, esta decisão do supremo tribunal não nos encoraja muito a reforçar a nossa cooperação”, disse Barroso.

A posição do presidente da Comissão Europeia Durão Barroso em Bruxelas esteve em sintonia com a do comissário da Justiça, Franco Fratini, em Estrasburgo. Na Bulgária, o presidente Georgi Parvanov anunciou que a confirmação da pena de morte “já era esperada e que não constitui uma surpresa”. Parvanov fez num entanto um apelo ao bom senso do conselho judicial líbio.