Última hora

Última hora

Países nórdicos são os mais caros do continente europeu

Em leitura:

Países nórdicos são os mais caros do continente europeu

Tamanho do texto Aa Aa

Se está a pensar ir admirar a Pequena Sereia nestas férias, leve a carteira bem recheada. A Dinamarca é, dos países da União, aquele onde os produtos alimentares e as bebidas não alcoólicas são mais caras.

Esta é a conclusão de um estudo do Eurostat, agora publicado, que dá conta que, no continente europeu, os preços são mais elevados nos países nórdicos: Islândia, Noruega, mas também Suíça. Seguem-se a já referida Dinamarca, Irlanda, Finlândia ou Suécia. Sabendo que 100 é a média europeia, Portugal, com um índice de 88, situa-se em 19.o lugar, num total de 36 países. A Lituânia ou a Bulgária, por exemplo, são bem mais baratas, com preços mais de 60% inferiores à média europeia.

Este índice é formado por um conjunto de 500 alimentos e bebidas não alcoólicas. Sem surpresas, os preços são mais elevados nos antigos 15 dos que nos novos Estados membros.

Quando se trata apenas das bebidas alcoólicas, é a Irlanda que bate o recorde, quase o dobro da média europeia. Seguem-se a Finlândia e o Reino Unido. Aliás, atenção, para os fumadores, este é também o país onde o tabaco é mais caro.