Última hora

Última hora

Executivos do Bawag julgados em Viena

Em leitura:

Executivos do Bawag julgados em Viena

Tamanho do texto Aa Aa

O maior escândalo financeiro dos últimos tempos, na Áustria, começou esta segunda-feira a ser julgado em Viena. Os antigos executivos do banco Bawag estão no banco dos réus, acusados de gestão danosa, depois de terem levado o banco a uma situação de quase bancarrota, no ano passado.

Só uma injecção de capital do governo conseguiu salvar a instituição da falência, depois de uma série de investimentos desastrosos.

O Bawag era conhecido como o “banco dos trabalhadores”, uma vez que era detido pela principal central sindical da Áustria, antes de ser vendido ao fundo de investimento norte-americano Cerberus Capital.

Helmut Elsner, antigo homem-forte do banco, e Wolfgang Floettl, filho do antecessor Walter Floettl, são os principais acusados neste processo. Os dois homens terão feito investimentos que levaram o banco à ruína. Os mais emblemáticos foram a especulação feita com o iene em queda, que levou à perda de centenas de milhões de euros em apenas alguns dias, em 1998, e um negócio desastroso nas Caraíbas.

Ao todo, o Bawag perdeu, com os erros de gestão, 1,4 mil milhões de euros.