Última hora

Última hora

Os passos hesitantes de Pyongyang para abandonar o nuclear

Em leitura:

Os passos hesitantes de Pyongyang para abandonar o nuclear

Tamanho do texto Aa Aa

A Agência Internacional de Energia Atómica (AEIA) confirmou o encerramento do reactor nuclear norte-coreano de Yongbyon. As autoridades do país comunista tinham anunciado no Sábado a suspensão das actividades na central 5MW, um dos cinco edifícios do complexo nuclear a norte de Pyongyang, depois de receberem uma primeira remessa de petróleo sul-coreano.

O gesto é considerado o primeiro passo para reatar o processo de desarmamento do país, à luz de um acordo de abandono do nuclear assinado em Fevereiro sob égide da ONU. Mohamed El-Baradei, director da AIEA afirmou que os 10 inspectores no terreno, “deverão confirmar amanhã o encerramento dos cinco edifícios do complexo”.

Paralelamente, as negociações diplomáticas multilaterais vão ser reatadas esta quarta-feira, em Pequim, para discutir os próximos passos no processo de desarmamento.

O representante norte-americano nas negociações, Christopher Hill, mostra-se cauteloso, lamentando que Pyongyang, “não tenha respeitado o prazo limite de Junho para suspender as actividades em Yongbyon”, afirmando no entanto que, “vale mais tarde do que nunca”.

Um responsável diplomático norte-coreano exigiu o levantamento das sanções norte-americanas contra o país como condição para prosseguir o diálogo. Pyongyang recusa-se até agora a apresentar o inventário do arsenal nuclear exigido pelos negociadores.