Última hora

Última hora

Royal Bank of Scotland melhora condições para compra do ABN Amro

Em leitura:

Royal Bank of Scotland melhora condições para compra do ABN Amro

Tamanho do texto Aa Aa

O consórcio liderado pelo Royal Bank of Scotland subiu a parada na luta pela compra do banco holandês ABN Amro. O grupo mantém a oferta de 71 mil milhões de euros, mas aumentou a parte em dinheiro dos 70% para os 93%. O resto da proposta é feito em acções.

Este consórcio, que inclui também o belga Fortis e o espanhol Santander, quer assim derrotar a proposta rival feita pelo Barclays. O banco britânico oferece 64 mil milhões de euros e chegou já a acordo com a administração do ABN Amro, mas as novas condições podem fazer os dirigentes do banco holandês repensar o negócio.

O trio RBS-Fortis-Santander viu-se, entretanto, definitivamente privado da compra da filial LaSalle. Um tribunal de Amesterdão confirmou a autorização de venda desta divisão, por parte do ABN Amro, ao Bank of America. Em compensação, o consórcio encaixa os 21 mil milhões de euros desta venda.

O Barclays tinha imposto como condição que o LaSalle fosse vendido, e nisso conseguiu marcar um ponto. Já o trio britânico, belga e espanhol queria a posse desta filial.

O presidente do RBS disse que a impossibilidade desta compra não impede que a oferta vá em frente.