Última hora

Última hora

Assembleia Nacional francesa aprova pacote fiscal

Em leitura:

Assembleia Nacional francesa aprova pacote fiscal

Tamanho do texto Aa Aa

As promessas eleitorais de Nicolas Sarkozy foram aprovadas na Assembleia Nacional francesa, na madrugada desta terça-feira. O parlamento deu luz verde ao pacote fiscal que o agora presidente defendeu, como cavalo-de-batalha, ao longo da campanha eleitoral.

O slogan “trabalhar mais para ganhar mais” é emblemático deste conjunto de medidas, que a ministra das Finanças Christine Lagarde apresentou agora à Assembleia e que vai subir ao Senado no dia 25.

A exoneração das horas extraordinárias é a medida mais conhecida, mas o pacote prevê também deduções nos créditos imobiliários, o fim do imposto sucessório na maioria dos casos, a limitação do IRS a 50% dos rendimentos e ainda uma regulamentação mais restrita das indemnizações a dirigentes empresariais despedidos.

Num conhecido restaurante de Paris, o gerente acredita nas vantagens destas medidas: “É bom para o pessoal, esta é uma profissão muito dura, quer para os empregados de sala, quer de cozinha. Poder trabalhar mais e ganhar mais é bom para o pessoal, é algo que os valoriza. Nesta profissão, houve sempre gente disposta a fazer horas extraordinárias”.

O governo defende as medidas como positivas para o crescimento, para o emprego e para o poder de compra. Já a oposição de esquerda acusa o pacote fiscal de ser um presente para os mais ricos.