Última hora

Última hora

Caricatura sobre realeza motiva censura em Espanha

Em leitura:

Caricatura sobre realeza motiva censura em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

No semanário satírico, el Jueves, um desenho do príncipe das Astúrias e da princesa Letícia num acto sexual para caricaturar a política de natalidade do governo levou a justiça espanhola a ordenar a apreensão de todos os exemplares da edição desta quarta-feira. O juiz responsável pela acção, Juan del Olmo, considerou tratar-se de um atentado à honra e dignidade das pessoas representadas. O magistrado pediu à publicação os nomes dos caricaturistas que podem incorrer num processo-crime por difamação da chefia do Estado e dos descendentes, que pode resultar em dois anos de prisão.

O director e fundador do El Jueves, José Luis Martin, faz o ponto da situação. “O problema é que com a apreensão do número já nos condenaram. Quando o juiz nos retira uma edição está a prejudicar-nos. não sei como vamos resolver isto”, diz.
O jornal assume-se de tendência republicana e por diversas ocasiões recebeu apelos da casa real para reflectir sobre alguns conteúdos editoriais. A última censura em Espanha aconteceu em 1986, com o satírico “el crocodilo”, por motivos idênticos.