Última hora

Última hora

Europa pressiona Líbia para repatriar enfermeiras búlgaras

Em leitura:

Europa pressiona Líbia para repatriar enfermeiras búlgaras

Tamanho do texto Aa Aa

O destino das cinco enfermeiras búlgaras e do médico palestiniano, condenados por terem infectado mais de 400 crianças líbias com o virus do HIV, não foge aos assuntos principais da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros europeus. Benita Ferrero Waldner, a Comissária Europeia para os Assuntos externos, está em Tripoli, acompanhada da mulher do presidente frances, Cecilia Sarkozy, numa tentativa de convencer o governo líbio a repatriar as enfermeiras e o médico.

Detidos desde Fevereiro de 1999, os acusados foram condenados à morte em 2004, mas viram a sua sentença alterada na semana passada para prisão prepétua.

Tanto o presidente francês como Durâo Barroso, presidente da Comissão Europeia já anunciaram que é urgente o repatriamento das enfermeiras búlgaras.