Última hora

Última hora

Famílias de peregrinos polacos visitam feridos

Em leitura:

Famílias de peregrinos polacos visitam feridos

Tamanho do texto Aa Aa

Familiares e amigos dos peregrinos polacos que ontem foram vítimas de um grave acidente de autocarro no sudeste de França chegaram hoje à região de Grenoble.Os entes próximos das vítimas puderam conversar com alguns dos 24 feridos hospitalizados. Membros das associações franco polacas relataram o momento. Monique Gross decreveu a altura em que um pai salvoou os filhos. “Os rapazes, eles nem sabem….o pai deles ajudou-os – não sei como- a sair pela janela…enquanto a mulher dele ardeu imediatamente na parte de trás do autocarro… e isso eles ainda não sabem porque não pudémos dizer-lhes ontem no hospital..

“Eles estavam na descida de Laffray, e ainda entoavam cânticos religiosos dentro do autocarro…quando de repente, o motorista disse: fiquei sem travões, estou a carregar nos travões e eles não respondem, por isso agarrem-se como puderem e baixem-se, já não há nada que possa parar este autocarro….e ele não conseguiu virar e seguiu em frente..“O Presidente polaco Lech Kaczynski também se deslocou ao local do acidente e decretou um período de Luto nacional.O despiste ocorreu na manhã de domingo quando os 50 polacos voltavam de uma visita ao santuário de Notre-Dame-de La Sallete.

O veículo em que viajavam foi completamente consumido pelas chamas depois de se ter precipitado por uma ravina de mais de 40 metros de altura, que obrigou a peritagens de DNA para o reconhecimento dos corpos.Esta manhã os media polacos falavam no aumento das vítimas mortais, mas a informação ainda não foi confirmada.A maior parte das vítimas eram habitantes dos arredores da cidade de Szczecin, no Noroeste da Polónia, junto à fronteira com a Alemanha. Pelo menos 26 pessoas morreram em consequência do desatre, e dos 24 feridos 14 estão em estado grave.