Última hora

Última hora

Os desafios de Erdogan após a vitória nas legislativas turcas

Em leitura:

Os desafios de Erdogan após a vitória nas legislativas turcas

Tamanho do texto Aa Aa

Após uma vitória decisiva nas legislativas de Domingo, o primeiro-ministro turco Recep Tayyip Erdogan enfrenta agora importantes desafios. O líder do Partido da Justiça e Desenvolvimento apresentou a demissão formal ao Presidente da República, que lhe pediu que se mantenha em funções até à formação do novo executivo. Apesar de uma subida de 12 pontos em relação às eleições de 2002, o reforço da oposição nacionalista significa que o AKP de Erdogan terá menos assentos no Parlamento. Controverso mas popular, o primeiro-ministro prometeu pressionar com reformas políticas e económicas essenciais às intenções de adesão à União Europeia.

Outro dos desafios de Erdogan, um muçulmano devoto, é ganhar a confiança dos turcos defensores da laicicidade do Estado. Uma habitante de Istambul considera que “se está a misturar política e religião”, relembrando o legado de Ataturk, que lutou contra a influência islâmica para fundar a Turquia Moderna. O regresso dos curdos ao Parlamento, após treze anos de ausência, marca também um ponto de viragem para uma das regiões mais pobres do país. Um agricultor curdo espera que agora “as estradas, electricidade e água corrente” cheguem à sua aldeia. O AKP tem ainda de fazer uma importante escolha para vencer o atraso na eleição de um novo presidente que esteve na base da crise política no país.