Última hora

Última hora

Vitória de Erdogan num momento crucial para a reforma do país

Em leitura:

Vitória de Erdogan num momento crucial para a reforma do país

Tamanho do texto Aa Aa

Triunfo eleitoral para o antigo primeiro-ministro, Tayypip Erdogan reconduzido no cargo com um número histórico de votos.
A sua formação, o Partido da Justiça e do Desenvolvimento obteve resultados nunca antes conseguidos, apesar da feroz batalha travada com a oposição.Nas últimas legislativas, em 2002, o AKP tinha obtido 34 por cento dos votos desta vez chegou aos 47% o que representa mais 13 pontos. O primeiro-ministro Recep Tayyp Erdogan, na declaração de vitória, apelou à unidade nacional e compromoteu-se a respeitar a laicidade do Estado, manifestou também a vontade de acelerar o processo de integração europeia que classificou como um dos ideiais fundadores da república turca.

Trata-se sobretudo de uma vitória pessoal para Erdogan cuja decisão de organizar eleições antecipadas foi imposta pela desaprovaçã da sua política pela elite laica turca em particular pelo exército. Este sufrágio, que deveria ocorrer em Novembro, foi precipitado pela crise política da passada Primavera depois do AKP ter visto recusado o seu candidato à eleição presidencial. Os turcos tinham como escolha possível o AKP que sobrssaía pelos bons resultados económicos do país ou os seus rivais nacionalistas determinados a manter o Islão na esfera privada. Bruxelas já felicitou o vencedor.O presidente da Comissão Europeia considerou que a vitória do Erdogan surge numa altura em que a continuação das reformas política e económica são imperativas para a Turquia.