Última hora

Última hora

Berlim quer privatizar Deutsche Bahn

Em leitura:

Berlim quer privatizar Deutsche Bahn

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão aprovou um projecto de lei para privatizar, parcialmente, a empresa estatal de caminhos de ferro, Deutsche Bahn. O projecto vai agora subir às duas câmaras do parlamento. A fatia de 25% que vai ser posta no mercado está avaliada em três mil milhões de euros. A operação deve acontecer no final do próximo ano. Para o ministro dos transportes, Wolfgang Tifensee, a empresa tem a ganhar com esta privatização: “O objectivo é, por um lado, prevenir e melhorar a qualidade dos caminhos de ferro, a favor dos consumidores, o que significa, por exemplo, preços mais estáveis e mais frequência de combóios. Por outro lado, queremos preparar a companhia para uma maior concorrência internacional”. A Deutsche Bahn opera 34.000 quilómetros de via férrea. Tem um quadro de 229.000 empregados e fez, no ano passado, uma facturação de 30 mil milhões de euros, com um lucro de 1,7 mil milhões.

Todos os dias, sete milhões de pessoas são transportadas de comboio pela operadora alemã. A Deutsche Bahn é uma das empresas que participam na rede europeia de comboios de alta velocidade, um meio de transporte que deve ter um forte crescimento nos próximos anos, com a construção de várias novas linhas. O governo quer, numa segunda fase, desembaraçar-se de uma outra fatia, até ficar com apenas 51% da Deutsche Bahn. O optimismo do executivo de Berlim contrasta com a revolta dos sindicatos, para quem tudo isto não passa de um jogo.