Última hora

Última hora

Dirigentes do Kosovo garantem que não proclamam independência sem apoio dos EUA e da UE

Em leitura:

Dirigentes do Kosovo garantem que não proclamam independência sem apoio dos EUA e da UE

Tamanho do texto Aa Aa

Suspiro de alívio em Washinton por causa da independência do Kosovo. Dirigentes de Pristina estiveram em Washington com a secretária de Estado norte-americana a quem garantiram que a independência do território só será proclamada com o apoio dos Estados Unidos e da União Europeia.

No mês passado, George W.Bush pronunciou-se claramente pela separação do território da Sérvia e ameaçou opôr-se directamente à Rússia, que neste assunto mostra-se mais próxima de Belgrado.

Com a garantia das autoridades kosovares, as negociações sobre o futuro estatuto do território podem começar já em Agosto.

Bernard Kouschner, o ministro francês dos Negócios Estrangeiros e antigo administrador do Kosovo esteve reunido em Bruxelas com os outros 26 homólogos. Kouschner diz que os amigos kosovares não estão sozinhos, têm apoios exteriores, no entanto, há que contar com os sérvios que devem compreender que há concessões a fazer. Todos os processos de paz foram negociados, a própria União Europeia nasceu em parte de negociações.

Também no seio dos 27 há divergências quanto a esta matéria. O Reino Unido alinha com os Estados Unidos na proclamação da independência se as negociações falharem. França e Alemanha concordam mas são mais prudentes nas declarações. Espanha, Chipre e Grécia estão cépticos pois a independência do território pode servir de exemplo a movimentos separatistas internos.