Última hora

Última hora

Brown diz não a referendo sobre novo Tratado

Em leitura:

Brown diz não a referendo sobre novo Tratado

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico recusa levar o novo Tratado a referendo. Face às críticas da oposição, Gordon Brown justifica a medida como desnecessária, alegando, não se tratar de uma Constituição. Em 2005, Tony Blair prometeu referendar o novo tratado independentemente do resultado em França. Os media dizem, agora, que os líderes trabalhistas faltaram à palavra.

Numa entrevista concedida ao Jornal Sun, Gordon Brown, afirma mesmo que prefere chumbar o documento a lesar os interesses nacionais. A segurança nacional, a política externa e de defesa, as leis laborais e a segurança social são para o Reino Unido questões inegociáveis.

Na segunda-feira, o chefe da diplomacia portuguesa, Luís Amado, apresentou o projecto de Tratado aos ministros dos 27. A próxima reunião está agendada para os primeiros dias de Setembro, em Lisboa. Portugal, que preside à UE foi incumbido na última cimeira de orientar a redacção do novo tratado. Um texto negociado pela anterior presidência e que determina as disposições a retirar e a retomar da antiga Constituição.