Última hora

Última hora

Cheias no Reino Unido: àguas do Tamisa continuam a subir

Em leitura:

Cheias no Reino Unido: àguas do Tamisa continuam a subir

Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, afectado pelas piores cheias dos últimos 60 anos, as águas do Tamisa continuam a subir e ameaçam 10 localidades ao longo do rio. As autoridades evacuaram durante a noite 250 casas na região de Oxfordshire, a título preventivo, quando o nível das águas ameaça inundar a central eléctrica de Walham.

Ao longo do rio Severn, as águas começam lentamente a descer, mas o risco sanitário é o mais elevado de sempre.

O caso mais preocupante regista-se no entanto na região de Gloucestershire, onde 350 mil pessoas encontram-se sem água potável. Uma situação que deverá prolongar-se por pelo menos duas semanas. As autoridades médicas lançaram um alerta sanitário, face ao risco de epidemias e à possibilidade de contaminação das águas por pesticidas e produtos tóxicos.

Em Oxford, um responsável da agência ambiental britânica afirma que, “o Tamisa atingiu o seu nível máximo, mas há mais água que chega dos afluentes e cria mais problemas, porque o leito do rio não consegue escoar toda esta água”.

O governo disponibilizou ontem mais 15 milhões de euros para ajuda às vítimas. Calcula-se que até agora, os danos causados a particulares e infraestrutrutas, ascendam a mais de 4 mil milhões de euros.