Última hora

Última hora

Trabalhar na Alemanha vai ser mais fácil

Em leitura:

Trabalhar na Alemanha vai ser mais fácil

Tamanho do texto Aa Aa

Os profissionais qualificados dos novos membros da UE poderão ver facilitado o acesso ao mercado de trabalho alemão. Em causa está a dificuldade deste país em conseguir encontrar mão-de-obra que dê resposta à procura interna. O assunto será discutido em Agosto pelo gabinete de Angela Merkel e tudo aponta, para que as barreiras sejam levantadas antes de 2009.

A Alemanha e a Austria são os países que mais reticências mostraram na abertura dos mercados de trabalhos a países recém chegados à UE como é o caso da Bulgária e da Roménia. No entanto, o boom económico e a mais baixa taxa de desemprego dos últimos 14 anos não deixam a Berlim outra alternativa senão a de recorrer à mão- de-obra estrangeira.

Para Porta voz da Comissão Europeia, Eva Kaluzynska, a abertura da Alemanha poderá ajudar a combater o trabalho clandestino e a salvaguradar os direitos dos trabalhadores. A Suécia, a Inglaterra e Irlanda foram os primeiros países da União Europeia a consagrar o direito da mobilidade profissional.

Mas a chegada em massa de imigrantes as estes últimos dois países levaram à tomada de medidas pouco consensuais. Assim, em Janeiro de 2007 aquando da adesão à União Europeia os búlgaros e os romenos viram condicionada a entrada no território comunitário.